Páginas

quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Sobre o exagero tropical de Daniel Piza no "Estadão... "

Em resposta ao Post do Daniel Piza, no Estadão..

Sei lá.. me parece que Carmem marcou uma época e deve ser lembrada por isso.. sua contribuição à historiografia musical da nação é inegável.. claro que< à época, foi usada por ideologias políticas dos nossos "irmãos" do norte para um projeto que lhes interessava.. tanto que logo após o término da 2 Guerra, o tal "south american way" degringolou e a grande profusão de filmes que produziam com esse objetivo diminuiu bastante ou extingui-se ... falou bem, e Carmem mesmo admitia, foi lá para ganhar dinheiro e ganhou! Seu negócio eram BANANAS.. (apesar de ter desejado mudar, mas foi impedida...) Mas sua formação religiosa não permitiu se desvencilhar do esposo que se lhe traduziu em desgraça... e além disso, seu amor pelo Brasil.. apesar de nunca ter se naturalizado (nem aqui nem lá) foi sim uma legítima representante da Música Brasileira, quiçá, dando vez ao tropicalismo... Ah! ouviria sim Carmem muitas horas a fio.. se tivesse músicas dela em casa.. contento, contudo, com as que encontro na WEb... Não, não posso aceitar que seja apenas um "exagero tropical"...